Sistema de Gestão de Conteúdo

Com um sistema de gestão de conteúdo você fica livre para publicar e gerenciar seu conteúdo, pode cadastrar novos usuários, salvar arquivos(pdf, texto, planilha, imagens, vídeos) e ainda instalar vários recursos opcionais. Você não terá apenas um website, mas também um local de trabalho na nuvem, acessível à sua equipe pela internet.

O que é um CMS?

Do inglês “Computer Management System” o CMS, via de regra, é um sistema, não sendo portanto um website comum. A grande diferença é que as páginas são dinâmicas, ou seja, o CMS as monta a partir de informações salvas em um banco de dados e não escritas por um programador.

Vantagens

  1. Gestão de conteúdo: O site oferece uma interface amigável na qual o usuário pode gerenciar o conteúdo sem depender de um programador.
  2. Flexibilidade: Em um site CMS é muito fácil implementar novos recursos como uma newslleter, um formulário de contato ou mesmo recursos de redes sociais.
  3. Atualização: A maioria dos CMS possuem atualizações periódicas, o que dá maís segurança e traz novos recursos ao site de graça. É recomendável que um profissional capacitado faça a atualização do CMS.
  4. Migração: É quase certo que seu site CMS ofereça exportação de conteúdo o que é ótimo quando você inicialmente escolhe um CMS mais barato (ou mesmo gratuito) e depois deseje mudar para outro mais adequado as suas necessidades.
  5. Ferramentas de Marketing: No CMS é mais fácil realizar e monitorar ações de marketing digital, como monitoração de acessos (analytics) e otimizações de busca (SEO).

Desvantagens

  1. Treinamento (leve): Por mais intuitiva que seja a interface de um CMS pode ser necessário treinar sua equipe. Embora haja o investimento no treinamento, ele evitará equívocos no manejo do site.
  2. Requisitos básicos: Todo CMS exige que o servidor de hospedagem ofereça um número mínimo recursos (como um banco de dados) o que acaba limitando a escolha pelo servidor de hospedagem.
  3. Manutenção: Alguns CMS costumam receber atualizações constantemente. Por essa razão, acaba sendo necessário contratar um serviço de manutenção para manter o site em pleno funcionamento.
  4. Velocidade: Isso não é uma desvantagem do CMS mas uma limitação de quem o configurou. Existem várias técnicas para deixar o CMS leve e rápido a questão é que nem todos possuem esse conhecimento.
  5. Preço: Existem diversos tipos de CMS e cada um com suas próprias regras. Por vezes é difícil encontrar profissionais que saibam programar um CMS, logo é preciso ter cuidado com quem você contrata e com qual CMS você escolhe.
  6. Aparência comum: Não é incomum encontrar sites muito parecidos, ou mesmo idênticos. Isso ocorre quando se deseja economizar com a aparência (web design) do site por meio de templates (sites prontos). Embora econômica essa ação deixa de agregar valor a imagem do negócio, dando ao site uma aparência comum. É possível criar CMS com aparências exclusivas, basta apenas conhecimento do profissional e interesse no investimento.